Ritidoplastia

Costumam aparecer moléstias e inchação depois de se submeter a um facelift?

FAQ


FAQ



Costumam aparecer moléstias e inchação depois de se submeter a um facelift?

Gostaria de realizar o tratamento de facelift mas tenho medo das moléstias que possam aparecer no pós-operatório. Que experiências têm aqueles pacientes com moléstias depois do procedimento cirúrgico?


   Responder   

Todas as respostas para este tópico



Dr. Gustavo Rincón Moreno, CRM 14820
platinum member Basic member
Cirurgia plástica
Brasília, Brasil
Número de contribuições 62

Molestias no pós-operatório sao classificada como comuns e raras. Comuns: hematomas, seromas, inchaço, assimetrias, paralisia temporária de nervos. Raras: necroses de pele, cicatrizes inestéticas, assimetrias faciais permanentes, paralisia permanente de nervos. A maioria dos nossos pacientes tem inchaços leves ou moderados que cedem por volta da segunda semana, roxos que duram uma ou duas semanas e pequenas áreas de abertura das feridas especialmente atrás das orelhas que melhoraram por volta da terceira semana com uso de pomadas específicas.


 (0)
   Responder   
Dr. André Araújo Ferreira Martins, CRM 131482
silver member Premium member
Cirurgia plástica
São Paulo, Brasil
Número de contribuições 580  ( 4)

As alterações mais comuns no pós-operatório são o edema local e a equimose (roxo na pele) que cedem com algumas semanas.
O hematoma é a complicação aguda mais frequente mais é protamente tratada pelo cirurgião quando do diagnóstico.
As demais complicações como necrose, infecção e lesão de nervos são raras felizmente.
Estas e outras nuances da ritidoplastia podem ser esclarecidas com um cirurgião plástico especialista.

Cordialmente,

Dr. André Araúo
www.belleharmonie.com


 (0)
   Responder   
Lamentamos, mas esta discussão foi bloqueada. Você não tem permissão para incluir quaisquer posts adicionais aqui.

Inicie uma nova discussão sobre o tópico Ritidoplastia.