Costumam aparecer moléstias e inchação depois de se submeter a um facelift?

FAQ
FAQ
  • 164 Curtidas

Costumam aparecer moléstias e inchação depois de se submeter a um facelift?

FAQ
FAQ
  • 164 Curtidas
Gostaria de realizar o tratamento de facelift mas tenho medo das moléstias que possam aparecer no pós-operatório. Que experiências têm aqueles pacientes com moléstias depois do procedimento cirúrgico?
  • 59 respostas
Dr. Gustavo Rincón Moreno  |  Cirurgia plástica, Brasília
  • 59 respostas
 |  Cirurgia plástica, Brasília
Molestias no pós-operatório sao classificada como comuns e raras. Comuns: hematomas, seromas, inchaço, assimetrias, paralisia temporária de nervos. Raras: necroses de pele, cicatrizes inestéticas, assimetrias faciais permanentes, paralisia permanente de nervos. A maioria dos nossos pacientes tem inchaços leves ou moderados que cedem por volta da segunda semana, roxos que duram uma ou duas semanas e pequenas áreas de abertura das feridas especialmente atrás das orelhas que melhoraram por volta da terceira semana com uso de pomadas específicas.
  • 597 respostas
  • 12 Curtidas
Dr. André Araújo Ferreira Martins  |  Cirurgia plástica, São Paulo
  • 597 respostas
  • 12 Curtidas
 |  Cirurgia plástica, São Paulo
As alterações mais comuns no pós-operatório são o edema local e a equimose (roxo na pele) que cedem com algumas semanas.
O hematoma é a complicação aguda mais frequente mais é protamente tratada pelo cirurgião quando do diagnóstico.
As demais complicações como necrose, infecção e lesão de nervos são raras felizmente.
Estas e outras nuances da ritidoplastia podem ser esclarecidas com um cirurgião plástico especialista.

Cordialmente,

Dr. André Araúo
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Especialistas na sua área